Dentista canal: especialidade responsável por cuidar da saúde dos dentes

with Nenhum comentário

Consultar por uma especialidade dentista de canal apesar de fundamental ainda é motivo muitas dúvidas nas pessoas. E para responder aos questionamentos sobre o tratamento e tudo que envolve essa área da odontologia preparamos este conteúdo especial.

Especialidade dentista de canal vendo uma radiografia

Você sente uma dor atípica em algum dente, mas não sabe qual o profissional da odontologia mais adequado para cuidar do caso?

É claro que desconforto na região bucal pode ser causado por várias coisas. Uma delas é a necessidade de um tratamento de canal. 

Para saber qual é o seu caso e se o canal dentário é ideal para você confira este conteúdo especial que também vai falar sobre:

Dentista de canal: especialidade chamada endodontia

Muitas pessoas ainda acreditam que todos os problemas bucais podem ser tratados por um mesmo profissional.

Mas, assim como na medicina geral, na odontologia também existem especialidades. Hoje falaremos da especialidade dentista de canal da endodontia.

O especialista em endodontia é responsável por tratar da polpa dentária, que fica no interior dos dentes. 

Dessa forma, ele também cuida e avalia os canais radiculares e os tecidos periapicais, que nutrem e sustentam a dentição.

Por isso, na odontologia para tratamento de canal o que se quer é realizar a remoção de cáries profundas. Neste caso, é o endodontista o responsável por ele.

A avaliação de possíveis periodontites e gengivites também fica a cargo do dentista canal.

Sintomas do dente canal aberto

Como saber, então, quando você deve procurar um dentista de canal?

Existem alguns sintomas que podem apontar a necessidade de uma consulta. São eles:

  • Dor de dente persistente;
  • Dor na mandíbula e no maxilar;
  • Dentes escurecidos;
  • Inchaço na região do dente inflamado;
  • Dificuldade na mastigação;
  • Fratura no dente e exposição do nervo.

Alguns desses sintomas podem esperar uma consulta regular, já outros podem precisar de atendimento emergencial. 

Nestas situações, a melhor coisa é não precisar se preocupar e ter a segurança de uma boa cobertura odontológica.

Normalmente a grande maioria dos problemas bucais e dentais podem ser inicialmente detectados pelo próprio paciente.

Por isso, esteja sempre atento a si mesmo e ao que está sentindo e vendo em sua saúde bucal e em seus dentes.

O tratamento do dentista canal

O tratamento de canal ainda é um dos mais temidos procedimentos odontológicos. Mas, de antemão, saiba que não há nada a temer.

Isso porque, por mais que seja um procedimento cirúrgico, a tecnologia avançou muito. Hoje o dente canal aberto é um tratamento rápido, assim como sua recuperação.

Dessa forma, o dentista especializado, ao fazer o canal, extrai a polpa do dente afetado. Isso permite preservar a parte externa do dente e evita a extração completa.

A remoção da polpa dentária pode ocorrer graças a uma cárie profunda, tecido morto ou inflamado gravemente.

Por isso, este tecido mole é removido e substituído por uma obturação, que protegerá a abertura feita contra novas infecções.

Perguntas frequentes sobre odontologia para tratamento de canal

A seguir, confira algumas respostas para perguntas frequentes sobre a especialidade dentista de canal.

Fazer um dente canal aberto dói?

O procedimento em si não causa dor porque é realizado sob anestesia, geral ou local. O seu caso irá determinar qual das duas é mais adequada.

Entretanto, a depender o seu dente canal aberto, a recuperação pode ser acompanhada de algum desconforto. Por isso, siga à risca as recomendações do seu dentista de canal no repouso.

Qual o tempo de recuperação na odontologia para tratamento de canal?

Em geral, a especialidade dentista de canal pede alguns dias para a recuperação do procedimento.

Por isso, durante os dias determinados pelo seu dentista, evite alimentos duros e muito quentes. 

Capriche na escovação cuidadosa para evitar bater no dente obturado e administre os analgésicos receitados em caso de dor.

Planos cobrem consulta e tratamento com a especialidade dentista de canal?

Sim. O tratamento de canal encontra-se na lista da ANS de procedimentos obrigatórios a todos os planos odontológicos. 

Isso porque ele é um dos procedimentos mais comumente realizados pelo dentista.

Mantenha em dia seus cuidados bucais

Ainda que não seja mais um tratamento doloroso, o canal pode ser evitado com profilaxia realizada corretamente.

Ou seja, a escovação feita corretamente, ao menos três vezes ao dia, evita que cáries profundas se instalem na dentição.

O uso do fio dental precisa se tornar indispensável a quem deseja fugir do canal. Ao menos uma vez ao dia, antes de dormir, para eliminar restos de alimento entre os dentes.

Além disso,  a consulta de rotina, mesmo sem apresentar nenhum sintoma anormal, ajuda a manter a boa saúde bucal.

Mas, se você já precisou realizar um tratamento de canal, seus cuidados precisam ser redobrados.

Isso porque, após ter a polpa removida, o dente obturado não apresentará mais dor caso uma nova cárie se instale.

 Ao não sentir dor, não se vai ao dentista e as bactérias fazem um estrago maior, levando  à extração completa.Por isso, fique atento e faça visitas regulares ao dentista.

Consulte seu dentista sempre que necessário

Poder contar com um profissional da especialidade dentista de canal de sua confiança é muito importante para manter a saúde bucal.

Quando você sabe que pode confiar naquele profissional, as consultas e procedimentos se tornam muito mais simples.

Além de manter a higiene como um hábito, as consultas rotineiras também precisam fazer parte da sua vida. 

Por isso, é sempre recomendada a contratação de planos de saúde odontológicos para ter a saúde do seu sorriso em dia.

Uma boca saudável é muito mais do que um sorriso bonito e apenas um bom dentista pode cuidar de verdade da sua.

Crie uma boa relação com o seu dentista e consulte-o sempre que necessário. Assim a saúde e o bem-estar da sua boca estará garantida. 

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *