Impacto do sono na saúde bucal

with Nenhum comentário
A importância do sono para a saúde bucal

Deve-se entender a importância do sono para viver melhor, com mais qualidade de vida. 

Existem mais de 80 distúrbios do sono que podem interferir na sua arquitetura e dessa forma não permitir alcançar o sono reparador. 

Os mais comuns, e que estão relacionadas à Odontologia do Sono, são o ronco, a apneia do sono, o bruxismo do sono e a dor de cabeça do sono ou dor orofacial relacionada ao sono.

As consequências de um sono ruim podem afetar a rotina do indivíduo tanto física como psicologicamente. 

É durante o sono que acontece a consolidação da memória e do aprendizado, restauração dos tecidos, reposição da energia e fortalecimento do sistema imunológico.

Portanto a privação do sono pode ter consequências graves para a saúde. A privação crônica do sono aumenta significativamente a chance de se desenvolver obesidade, hipertensão, diabetes, depressão, AVC, irritabilidade, ansiedade e aumenta o risco de acidentes veiculares.

O Papel do Cirurgião Dentista

O cirurgião dentista pode tratar alguns desses distúrbios, como o bruxismo, o ronco e a apneia do sono. 

A Odontologia do Sono é uma área fundamental para a saúde do paciente, pois está relacionada diretamente à respiração do indivíduo, e sem o tratamento certo, as consequências podem ser graves. 

O foco principal de estudo e diagnóstico é a Apneia Obstrutiva do Sono (AOS). A AOS, é uma doença crônica onde o paciente tem pausas na respiração enquanto dorme causadas pelo bloqueio da passagem de ar na região da garganta, na maioria das vezes acompanhadas de um ronco alto e frequente, seguido de engasgos. 

Em casos graves podem ocorrer até centenas de vezes por noite. É uma doença extremamente prevalente que acomete cerca de 30% da população mundial, e a grande maioria não sabe que possui. 

A apneia do sono não tem cura, mas pode ser controlada, permitindo que o paciente tenha qualidade de vida seguindo o tratamento adequado. A escolha por determinado tratamento baseia-se, principalmente, no grau de severidade da apneia do sono. 

Depois de feitos os exames para diagnosticar a apneia e verificar o grau em que ela se encontra, é possível indicar o melhor tratamento para cada tipo de paciente. 

Em pacientes com níveis leves e moderados de apneia do sono, uma das modalidades de tratamento utilizadas pelo Dentista é o uso de aparelhos intra orais (AIO) que, quando utilizados durante o sono, promovem o avanço da mandíbula, da base de língua e dos tecidos faringeanos, criando o aumento das dimensões das vias áreas superiores para favorecer a passagem do fluxo aéreo. 

Hoje, há inúmeros aparelhos, com diferentes desenhos e materiais, mas todos se encaixam em duas categorias principais: os reposicionadores mandibulares (também conhecidos como de avanço mandibular) e os retentores linguísticos.

O aparelho, quando apropriadamente indicado, é eficaz no combate às interrupções respiratórias e, eliminação ou diminuição do ronco. Assim, o indivíduo consegue ter uma noite de sono de qualidade.

Para casos específicos ou mais graves ou que não apresentarem boa aceitação ao aparelho, são indicadas cirurgias para melhorar o padrão da face ou o uso do aparelho CPAP, sigla em inglês que significa “Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas”. O aparelho envia ar comprimido sob alta pressão que desobstruem as vias respiratórias do paciente.

Como dentistas podem diagnosticar distúrbios do sono

Para fazer um diagnóstico e determinar o nível da doença é necessário fazer um exame, e conforme as recomendações da Sociedade Americana dos Distúrbios do Sono (ASDA), a POLISSONOGRAFIA é o método de escolha para o diagnóstico das alterações relacionadas ao sono.

O Exame do Sono Biologix é uma polissonografia tipo 4 remota com polissonogramas, com canais de saturação de O2, frequência cardíaca, actimetria e ronco (usando o microfone do celular). Um exame para ser realizado em casa, simples e fácil de usar. 

Usado por profissionais da saúde para diagnóstico e tratamento da apneia do sono.  Na hora de dormir, basta colocar o sensor no dedo e iniciar o exame no App Biologix. Ao acordar clique em concluir o exame e imediatamente o resultado estará disponível no portal de exames. 

Para realizar os exames o paciente utiliza apenas o sensor sem fio Oxistar e o app Biologix instalado em um smartphone. 

O laudo do exame é gerado na plataforma e disponibilizado em instantes. Além do diagnóstico, é possível acompanhar a evolução de tratamentos de apneia do sono, e o monitoramento remoto de sinais clínicos dos pacientes que tenham alguma doença crônica que necessitem de acompanhamento constante. 

Dependendo do diagnóstico e da gravidade da doença, o dentista pode indicar o tratamento através de aparelhos intra-orais de protrusão mandibular que são usados pelo paciente durante o sono. 

A apneia do sono é uma doença crônica e complexa que necessita de acompanhamento contínuo. 

É possível prevenir ou minimizar os distúrbios do sono incorporando ações simples à rotina de higiene do sono. 

Deitar-se e levantar-se no mesmo horário todo dia, dormir de lado, não beber álcool próximo ao horário de dormir, praticar atividade físicas pela manhã e atividades relaxantes próximo ao horário de dormir são algumas ações que podem ajudar a dormir melhor. 

É inegável a importância que o Cirurgião Dentista tem no tratamento dos distúrbios do sono e dessa forma melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Conteúdo desenvolvido pela equipe da Biologix, empresa criada com o objetivo de revolucionar o diagnóstico da apneia obstrutiva do sono (AOS), a fim de reforçar a importância e o impacto da apneia na qualidade de vida da população.

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *