Aparelho dentário para crianças: Qual a idade correta?

with Nenhum comentário
Little Boy Brushing Teeth Holding Papercraft Tooth

Uma dúvida comum que chega até os consultórios se refere ao aparelho dentário para crianças. Afinal, muitos pais e responsáveis não sabem exatamente qual a melhor idade para começar esse tipo de tratamento, já que os dentes ainda estão em desenvolvimento.

Pensando nisso, o foco desse post é mostrar os principais tipos de aparelhos e o momento ideal para começar a procurar ajuda. Vamos lá? 

Tipos de aparelho dentário para crianças

Grande parte dos pais começam a notar algum problema nos dentes das crianças por volta dos onze anos, que é quando a troca de dentes já está acontecendo. Porém, existem diversos tipos de aparelhos que podem ajudar os pequenos a começar o processo de correção, como: 

Aparelhos fixos

Os aparelhos fixos foram uma grande sensação alguns anos atrás, principalmente entre os adolescentes. Afinal, as cores das borrachinhas atraiam a atenção e alguns até se esqueciam dos cuidados diários que eram necessários. 

Basicamente, esse tipo de aparelho só é recomendado depois dos onze a doze anos e não podem ser colocados em dentes de leite. Isso porque, os dentes precisam ter raiz para suportar a correção e o próprio aparelho. 

Geralmente, os resultados são bem satisfatórios e a manutenção é tranquila, salvo raras exceções. Porém, exige cuidados de limpeza bem como para evitar machucados. 

Justamente por isso, é pouco indicado para crianças pequenas ou que ainda estão na fase de aprendizado. 

Aparelhos fixos estéticos

Esse tipo de aparelho pode ser encontrado em modelos feitos de safira, porcelana ou policarbonato. Ainda que sejam fixos, são quase imperceptíveis, sendo mais discretos e muito utilizados por aqueles que não querem atrair a atenção. 

Os cuidados e a durabilidade dependem de cada um dos tipos, já que são feitos em tamanhos e com materiais diferentes. 

Aparelho dentário para crianças autoligado

O grande diferencial aqui é que, mesmo sendo de metal, o paciente não faz uso das borrachinhas. Isso acontece porque o fio fica ligado diretamente no aparelho, deixando o aspecto mais discreto. 

Alguns profissionais consideram essa opção como ideal, aliando mais facilidade, conforto e rapidez no tratamento. Porém, a questão depende do sorriso de cada paciente. 

Aparelho lingual

Basicamente, funciona como um aparelho fixo comum. Entretanto, o lingual é colocado na parte interna dos dentes. 

Portanto, ninguém nem vai descobrir que o paciente está fazendo alguma correção, apenas será perceptível as mudanças. 

A grande questão desse aparelho é que é pouco indicada para crianças, já que a limpeza é mais difícil. 

Geralmente, é a melhor opção para quem pratica algum tipo de esporte, como lutas e futebol, para evitar lesões devido as pancadas. 

Aparelho móvel

O aparelho móvel pode ser usado antes do uso de um fixo ou mesmo depois, fases chamadas de ativa e de contenção. 

Em um curso de lesões bucais na infância, por exemplo, o profissional percebe que existe uma maneira de resolver problemas. Antes mesmo que ele aconteça. Assim, o móvel é usado para alinhar a arcada dentária, que ainda está se desenvolvendo ou para manter o resultado. 

Esse é um dos mais indicados e conhecidos para crianças, principalmente aqueles que têm algum desvio pequeno ou dentes ainda nascendo. 

Vale destacar ainda que existem muitos outros aparelhos, como: 

⦁ Extensor palatino; 

⦁ Alinhadores; 

⦁ Extrabucal. 

O uso de cada um depende do problema do paciente, incluindo a fase de possível correção e cuidados necessários. 

Qual a idade melhor idade para dar início ao tratamento?

O uso de cada um depende do problema do paciente, incluindo a fase de possível correção e cuidados necessários. 

Depois de conhecer um pouco mais sobre os tipos de aparelho, pode ser que você não faça ideia de qual opção escolher. 

A grande verdade é que, você, não pode escolher nenhum. Isso porque, apenas um profissional qualificado é capaz de analisar o seu caso e definir qual a melhor opção. 

Portanto, essa opção é baseada na idade do paciente e no problema identificado. Logo, o dentista analisa o caso e pode até solicitar alguns outros exames, como raio-x. 

Depois desse processo, chamado de anamnese, a melhor opção disponível é escolhida. Na maior parte das vezes, existe um consenso profissional de que a idade é em termo de onze anos. 

Afinal, nessa idade, o aparelho dentário para crianças será limpo diariamente e até dá para ensinar o passo a passo de como evitar acidentes. Ao mesmo tempo, a Associação Americana de Ortodontia diz que a ideia ideal seria por volta dos oito anos.

Neste cenário, é nessa idade que começa a acontecer a troca dos dentes de leite e, portanto, seria mais fácil corrigir rapidamente qualquer problema. Mas isso também depende da troca de dentes. 

No curso de lesões bucais na infância, você descobre que algumas crianças já não têm mais dentes de leite aos onze. Outros, com mais de quinze anos, ainda podem ter algum dente sobrevivente. 

Dessa maneira, dá para dizer que não existe uma idade correta em relação ao aparelho dentário para crianças. E como escolher aparelho dentário para crianças diante dessa dúvida?

A regra geral é acompanhamento e observação. 

O responsável pela criança precisa estar atento aos dentes, principalmente a troca e possíveis dores ou irregularidades. 

Através de um acompanhamento, geralmente a cada seis meses ou uma vez ao ano, dá para ter uma ideia do que vem em seguida. 

Pode ser que o dentista recomende o início do uso do aparelho móvel, para tentar corrigir qualquer problema ou pode ser que o melhor seja o fixo. Seja como for, a dica é sempre cuidar dos dentes dos pequenos, incentivando a escovação correta. 

Além disso, o ideal é evitar o uso de chupetas e restringir a mamadeira, além de ter cuidado com o consumo de doces e refrigerantes. 

Todo cuidado é pouco para garantir que o sorriso esteja sempre completo, bonito e saudável. 

Importante 

Sempre procure um profissional qualificado e recomendado para cuidados dentários. Na dúvida, faça uma pesquisa sobre cada dentista mais próximo de você e reavaliações caso não tenha suas perguntas realmente respondidas. 

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *