A força do sistema médico quando se trata de tecnologia e segurança

with Nenhum comentário
Sistema médico

É nítido o quanto a tecnologia vem se aprimorando e apresentando novas soluções às pessoas e ambientes de negócios. E na área da saúde isto não é diferente.

Cada vez mais gestores, médicos e recepcionistas entendem o quanto a tecnologia pode ajudar, e muito, no dia a dia. 

Processos como a telemedicina, procedimentos menos invasivos, exames ou diagnósticos mais precisos ao mesmo tempo que conseguem promover melhor qualidade de vida aos pacientes, também facilita o trabalho dos profissionais da saúde. 

Ademais, todos os avanços que têm acontecido com a tecnologia na área da saúde possibilita encontrar o sistema médico ideal para auxiliar a gestão das unidades odontológicas. 

O sistema facilita todo o gerenciamento da clínica odontológica o que permite que o profissional da saúde foque a sua atenção para o principal objetivo: o atendimento do paciente e torná-lo cada vez mais humanizado. 

Porém, podem surgir algumas inseguranças, seja por receio, por falta de conhecimento ou até mesmo desentendimento em relação aos resultados que a tecnologia pode trazer à unidade odontológica. 

Isso faz com que muitos profissionais da saúde optem em não aderir a um sistema médico de gestão ou então preferem manter o atual sistema com medo de realizar a troca por um mais completo. 

Então, nada mais justo, que neste artigo seja relatado a respeito da segurança das informações ao aderir a um sistema médico na nuvem e as vantagens de usar este tipo de tecnologia. Acompanhe agora:

Segurança das informações

Muitas clínicas ou consultórios médicos se preocupam com a segurança das informações dos pacientes. E devido a essa aflição, que os profissionais da saúde optam em usar um sistema médico na gestão. 

Muitos não sabem, mas os prontuários de papel conseguem apresentar um risco ainda maior.

Ao começar que eles podem ser vistos ou acessados por qualquer pessoa que esteja na clínica. Também estão submetidos a imprevistos como uma perda ou até mesmo incêndios.

Outro tópico é que devido a quantidade de prontuários de papel a clínica odontológica precisa ter um espaço físico necessário para que caiba todos estes dados,ou seja, há um desperdício de espaço, acúmulo de papéis, além se tornar o desenvolvimento da saúde fora dos padrões de sustentabilidade. 

Ainda no quesito de segurança, imagina-se que alguns profissionais da saúde decidem instalar um sistema médico no computador. Mas essa atitude pode dar uma dor de cabeça daquelas! 

Pois a placa mãe do computador pode ficar comprometida, um vírus pode vir a afetar, o sistema operacional pode atualizar ou até mesmo o próprio aparelho que está sendo utilizado pode sofrer atualização.

O resultado destas situações apresentadas é que tanto todo o trabalho realizado pela equipe da clínica odontológica quando as informações dos pacientes podem ser prejudicados. 

Diante disso vem o seguinte questionamento: qual seria a melhor opção?

Sistema médico 

A tecnologia tem evoluído tanto na área da saúde, que no decorrer dos anos, com a finalidade de tornar o sistema de saúde do Brasil cada vez mais qualificado, surgiram os sistemas médicos de gestão. 

Estes proporcionam funcionalidades detalhadas e necessárias para toda a gestão da clínica odontológica além da otimização do atendimento aos pacientes.

Portanto, enquanto o sistema médico automatiza com inteligência artificial todas as tarefas administrativas dentro da clínica, os gestores ganham um tempo considerável e mais tranquilidade para centralizar os esforços no maior protagonista: o paciente. 

É através do sistema para clínicas que vai ser possível organizar todos os agendamentos dos pacientes, trabalhar automações de e-mails para melhor engajá-los a retornarem a consultas marcadas, desenvolver prontuários eletrônicos personalizados, contar com a assinatura digital para estar de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e até mesmo ter o controle preciso de toda a gestão financeira da unidade odontológica. 

Todavia, alguns profissionais da saúde ainda temem em relação à segurança dos dados dos pacientes, e se estas informações não estiverem bem resguardadas, a clínica pode sofrer multas pela LGPD. 

São multas que variam desde uma simples advertência podendo chegar até 50 milhões de reais!

Perder estes dados ou possibilitar que terceiros tenham acesso são situações que de, maneira alguma, podem ocorrer. Frente a isso, veja a seguir o porquê de não haver a necessidade ter essa insegurança ao efetuar a adesão a um sistema médico:

Armazenamento dos dados em nuvem

O armazenamento dos dados em nuvem, nada mais é, que um tipo de tecnologia que permite guardar o armazenamento dos dados através de um outro servidor online sempre disponível. 

Nos dias de hoje, existem diversos tipos de armazenamento em nuvem e, claro, que alguns deles são conhecidos por todos. O Google Drive, por exemplo, é um tipo de serviço de armazenamento em nuvem. 

Um sistema médico na nuvem consegue apresentar mais segurança em relação aos modelos que são usados tradicionalmente.

Pois todos os dados ficam devidamente protegidos em várias camadas de segurança que executam regras de Segurança de Informação severas, muito similares às que são usadas em bancos. 

Frente a isso, os profissionais da saúde não precisam mais se preocupar pois todas as informações da clínica e dos pacientes passam a ser criptografados, isto é, ocorre uma codificação das chaves de acesso que permite apenas o usuário detentor de login e senha a acessar os dados. 

Então, roubo de dados passam a ser evitados, assim como invasão destas informações. 

Outra característica importante de ter um sistema médico na nuvem é a possibilidade de acessar dados dos pacientes, da clínica, ver a agenda e até realizar a gestão do financeiro 24h por dia, com qualquer dispositivo em mãos e de onde estiver. 

O sistema médico do Shosp

O Shosp é um sistema médico de gestão com todos os recursos necessários para ajudar os profissionais da saúde a potencializarem os resultados e, ao mesmo tempo, promover um atendimento mais humanizado aos pacientes.

Quando o tema se trata de segurança, o sistema consegue atender a todas às normativas necessárias para resguardar de forma jurídica tanto os profissionais da saúde quanto os pacientes.

Em termos de armazenamento dos dados em nuvem, o fornecedor deste sistema médico de gestão e, um dos líderes de mercado, é o servidor em nuvem da Amazon AWS. 

A AWS está em plena conformidade com o HIPAA, ou seja, é um órgão americano muito equivalente à SBIS do Brasil.

Com isso, a AWS se referenciou na HIPAA para tomar medidas assertivas quando o assunto se trata em armazenamento dos dados sensíveis, como os da saúde.

Conteúdo produzido por Fernanda Almeida Barcelos de Linhares, Analista de Marketing da Shosp, Software de gestão para clínicas e consultórios

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *