7 problemas de saúde decorrentes da má higiene bucal

with Nenhum comentário

A má higiene bucal afeta além do sorriso, a própria aparência da boca. Veja quais os
problemas de saúde decorrentes da má higiene bucal!

A higiene bucal é essencial para a nossa saúde, e muitas vezes é negligenciada. A má
escovação e falta do uso do fio dental pode trazer vários problemas para nossa saúde.

Não apenas problemas comuns de higiene bucal, não ter o cuidado necessário com a saúde
da boca pode agravar problemas de saúde.

Tudo isso porque a falta de higiene pode facilitar a proliferação de bactérias, e o risco destas
bactérias entrarem na corrente sanguínea existe, o que pode causar problemas em outras
partes do organismo.

Problemas que podem ser causados pela má higiene bucal

Tanto a ausência de cuidados quanto a má higiene bucal influenciam na saúde de todo o
corpo. Engana-se quem pensa que a falta de cuidados com a boca resulta apenas na
qualidade do sorriso.

Além de muitos problemas na própria boca, a falta de cuidados bucais pode ser altamente
perigosa. É importante saber que a proliferação de bactérias pode causar diferentes
infecções. Estas, se não tratadas, podem favorecer para o surgimento de doenças, inclusive,
no coração.

Ou seja, as bactérias aglomeradas na boca podem cair na corrente sanguínea e serem
levadas para outras partes do organismo. Veja aqui algumas dessas complicações de saúde
causadas pela má higiene bucal

1. Cáries

A cárie é causada pelos ácidos que as bactérias que vivem em nossa boca produzem,
quando em contato de restos de alimentos. Para prevenir, a escovação eficiente e o uso de
fio dental e enxaguantes bucais são suficientes.

2. Gengivite

O conjunto de bactérias que se desenvolvem em nossos dentes é chamado de placa
bacteriana, que se transforma em tártaro quando não é removida totalmente pela
escovação e uso do fio dental. O tártaro possui superfície áspera, além de incentivar a
formação de mais placa bacteriana. Ele também causa a gengivite, que é a inflamação na
gengiva. Ela pode causar inchaço, dores e sangramentos.

3. Endocardite bacteriana

Ocorre quando as bactérias que vivem na boca caem na corrente sanguínea, chegando ao
coração e provocando infecção nas artérias, válvulas ou tecidos que cobrem o coração. É
uma infecção que pode se agravar, principalmente em pessoas que já possuam alguma
patologia cardíaca, podendo levar até à morte.

As pessoas que sofrem com algum problema cardíaco devem tomar antibióticos prescritos
pelo especialista antes de fazer algum procedimento odontológico, para reduzir os riscos de
as bactérias caírem na corrente sanguínea.

4. Câncer bucal

Qualquer tipo de inflamação, se não tratada, pode desenvolver lesões nas células. Essas
lesões podem fazer com que as células malignas se multipliquem, podendo originar lesões
cancerígenas na boca.

5. Periodontite

Esta doença afeta a área desde a gengiva, até o osso que envolve o dente, sendo seu
suporte. Geralmente não apresenta sintomas, quando apresenta inclui inchaço,
sangramento, dores e mau hálito persistente. Caso não tratada, pode progredir para o
estágio avançado, resultando em muitos casos na extração dos dentes afetados.

6. Parto prematuro

Quando na gestação, os hormônios elevados podem deixar a gengiva das mulheres mais
sensíveis e aumentando as chances de inflamações. Se a higiene bucal não for realizada de
forma correta, as gestantes possuem um risco maior de desenvolverem problemas
periodontais.

As infecções que as bactérias bucais podem causar estimulam a dilatação do colo do útero e
as contrações uterinas, fazendo com que a gestante tenha trabalho de parto antecipado e,
muitas vezes, prematuro.

7. Diabetes

A diabetes eleva as chances de desenvolvimento de inflamações na gengiva, além de feridas
e perda óssea dos dentes. As doenças periodontais também podem agravar o diabetes.

Além de todos os cuidados já existentes relacionados com a diabetes, a higiene bucal deve
ter atenção redobrada nestes pacientes.

Como prevenir estas doenças?

A prevenção está ligada diretamente ao cuidado com a higiene bucal. A escovação eficiente
e o uso diário de fio dental podem prevenir estes e muitos outros problemas e doenças
relacionadas à negligência da higiene bucal, além de incômodos como aftas e mal hálito.
O ideal também é visitar o dentista regularmente, para verificar e tratar cáries, retirar placa
bacteriana e realizar procedimentos necessários com segurança.

Muitas vezes, as pessoas deixam de procurar o dentista por receio do valor elevado dos
procedimentos. Pensando nisso, muitos convênios médicos já contam com planos
específicos para assistência odontológica, fazendo com que as pessoas cuidem mais da
saúde bucal de forma preventiva, reduzindo cada vez mais os problemas bucais comuns.

Andreia Silveira, editora no PlanoDeSaude.net

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *