Qualidade de vida no trabalho: do conceito à prática (+ 6 dicas bônus)

with Nenhum comentário

Conquiste a qualidade de vida no trabalho e perceba ganhos significativos no seu desempenho pessoal e profissional.

grupo de seis pessoas que trabalham juntas sentadas em circulo, conversando sobre qualidade de vida no trabalho. Elas estão alegres e sorrindo, compartilhando informações

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), qualidade de vida é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. 

Dessa forma, qualidade de vida no trabalho envolve o bem-estar físico e mental em todos os aspectos, ou seja, tanto na vida pessoal ou como no ambiente de trabalho. 

O que muitos não sabem é que contribuir para que haja qualidade de vida no trabalho (QVT) não é só responsabilidade do colaborador, mas principalmente da empresa. 

Seja você um colaborador ou se está representando uma empresa, profissionais de RH, líderes ou gestores em geral é preciso estar atentos em alguns pontos a serem seguidos para aumentar a qualidade de vida no trabalho e, consequentemente, os rendimentos da empresa.

O CONCEITO DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

O conceito de qualidade de vida no trabalho tornou-se mais conhecido a partir da década de 1970, quando Louis Davis, professor da Universidade da Califórnia, utilizou o termo “qualidade de vida no trabalho” para definir o bem-estar geral, saúde e o desempenho dos colaboradores em suas atividades. 

O professor apontou consequências de ter profissionais desmotivados, estressados ou doentes e alertou sobre a importância de uma empresa cuidar do ambiente organizacional.

Mas esse termo pode significar uma coisa para alguns, e outra coisa para outros. 

Empresas são feitas de pessoas e pessoas têm pensamentos divergentes, o que é natural. Então é preciso saber lidar com isso e extrair uma ideia central de bem-estar que agrade a todos – ou a maioria. 

Esses parâmetros são conceitos generalizados, no entanto, definir qualidade de vida, seja ela pessoal ou profissional, é um tanto quanto subjetivo e complexo. 

Para algumas pessoas, qualidade de vida pode ser trabalhar menos, ganhar mais dinheiro, passar mais tempo com os amigos, com a família. Enquanto para outros, qualidade de vida é ter bons relacionamentos, hábitos alimentares saudáveis e vida social ativa. 

Dentre os fatores que podem influenciar a qualidade de vida no trabalho nas organizações estão:

  • Remuneração e salários: um salário adequado, que garante paridade interna e externa com outros profissionais no mesmo nível;
  • Condições de trabalho: esse fator está ligado ao tamanho da jornada e a carga de trabalho, o ambiente, o material e os equipamentos utilizados, nível de estresse e salubridade;
  • Uso e desenvolvimento de capacidades: o colaborador quer desenvolver suas habilidades e crescer profissionalmente dentro de uma empresa e a organização precisa acompanhar esse crescimento, já que também será benéfico para ela;
  • Oportunidade de crescimento e segurança: se o profissional não se sentir valorizado no local onde está, ou se ele se sentir ameaçado constantemente, isso certamente vai prejudicar seu rendimento ou mesmo fazê-lo procurar uma recolocação no mercado;
  • Integração social na organização: igualdade de oportunidades, relações interpessoais e senso comunitário;
  • Satisfação com o trabalho: para um profissional ficar motivado, ele precisa estar satisfeito com seu trabalho, suas funções e com o ambiente em que ele se encontra; 
  • Benefícios: vale refeição, vale transporte e outros benefícios que podem facilitar a ida e a estadia no colaborador em seu ambiente de trabalho;
  • Saúde física e mental: a saúde, seja ela física ou mental, é essencial na qualidade de vida no trabalho e é preciso que a empresa esteja em observação e oferecendo ações de visem a melhoria da saúde do seu colaborador.

De forma mais abrangente, é possível dizer que qualidade de vida no trabalho é um conjunto de ações de uma empresa com a intenção de oferecer condições plenas de desenvolvimento humano para a realização do trabalho.

POR QUE INVESTIR NA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO?

Colaboradores felizes e satisfeitos produzem mais e com maior qualidade. Simples assim.  

Qualidade de vida no trabalho está relacionada às ações de uma empresa para garantir a satisfação dos funcionários, tanto no nível profissional quanto pessoal. 

Esse método pode trazer inúmeros benefícios, como:

Redução da rotatividade e retenção de talentos 

Ao proporcionar o bem-estar de seus colaboradores, a empresa conseguirá manter esses funcionários por mais tempo. 

Uma empresa que perde seus empregados para o mercado (com alguma frequência) é uma empresa que perde talentos.

Melhoria na saúde dos trabalhadores

A qualidade de vida ajuda a reduzir o número de doenças ocupacionais e atestados médicos.

Potencialização dos resultados do negócio

Quando o funcionário está engajado, certamente terá um melhor desempenho. Com o aumento da produtividade e da qualidade do trabalho, o resultado é uma empresa com alta rentabilidade.

Ambiente de trabalho agradável

No trabalho lidamos com pessoas diversas e isso é sempre um desafio. É também um dos lugares que passamos muito tempo de nossas vidas. 

Para uma empresa, nada melhor que funcionários integrados e que se dão bem uns com os outros, tornando esse ambiente em que passamos tantas horas o mais agradável possível.

Você quer que sua empresa cresça no mercado? Então é bom ficar de olho em maneiras de incentivar a qualidade de vida no trabalho, para manter funcionários motivados e, com isso, elevar o nível de atendimento e serviços, além de aumentar o seu faturamento.

6 DICAS PARA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Ter uma boa qualidade de vida no trabalho significa uma força de trabalho mais saudável física e psicologicamente, o que possibilita ganhos também para a empresa, em termos de aumento de produtividade e qualidade de seus produtos e serviços. 

Se você concorda com isso e deseja melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores, aqui estão seis ações que podem ser realizadas:

1. Dar feedback

Gosta do trabalho de algum funcionário? Diga isso a ele! 

Dar feedback é importante para direcionar o colaborador sobre o que pode ser melhorado e o que não deve ser feito. 

O feedback contínuo é essencial e serve como um guia para mostrar ao funcionário se ele está ou não no caminho certo. Isso faz com que ele se sinta bem orientado e seguro de que está na direção desejada pela chefia, melhore sua autoestima e tenha segurança no que faz. 

Nem todo mundo recebe bem os feedbacks negativos, mas eles também são importantíssimos para o crescimento profissional. Mas lembre-se que os elogios devem ser públicos, mas prefira fazer as críticas em particular.

2. Reconhecimento

Promover ações para reconhecer o funcionário é essencial para gerar motivação.

Muitas vezes isso não está relacionado ao salário (apesar de ser um fator importante!), mas um elogio público pode fazer toda a diferença. 

Por isso, invista em treinamentos para que os trabalhadores desenvolvam habilidades necessárias para executar as tarefas com eficiência. 

Isso gera motivação e o valor investido nessas ações são menores perante o retorno que um colaborador valorizado pode dar.

3. Condições de trabalho

É fundamental que a empresa forneça recursos básicos e tecnológicos para que o trabalhador possa desempenhar suas funções com eficiência. 

Por isso, um ambiente físico com mobiliário, conforto térmico, acústica e iluminação adequados são fatores de satisfação.

As tecnologias empregadas no negócio também integram um bom ambiente de trabalho.

4. Capacitar as lideranças

Quando promove um funcionário para um cargo de gestão, a empresa muitas vezes perde um excelente técnico e ganha um mau gerente.

O que significa que esse profissional, inicialmente, pode demonstrar falta de habilidade ao exercer sua função, tornando sua equipe desmotivada ou, em outro extremo, pessoas indignadas e revoltadas com a falta de competência da liderança. 

Com isso, perde-se em qualidade de vida e em produtividade.

5. Flexibilidade 

A flexibilidade, principalmente com horários, é importante para manter um alto nível de satisfação dos funcionários. 

Afinal de contas, é preciso conciliar as necessidades profissionais com as pessoais. 

Sua secretária tem uma consulta médica? Libere algumas horas para ela cuidar da saúde. 

Avalie cada caso individualmente e certifique-se de que o andamento da empresa não será prejudicado. 

Porém, deve existir uma relação de confiança para que essa regra seja eficiente. Imprevistos acontecem, mas não todos os dias.

6. Clima organizacional 

Está ligado aos sentimentos dos funcionários e a forma que eles interagem entre si, com os fornecedores, pacientes e todo público envolvido. 

Por isso, incentive a interação entre os funcionários promovendo confraternizações, atividades de integração e busque resolver os conflitos pontuais. 

Identifique deficiências, incômodos e as expectativas dos funcionários. 

Por exemplo: ao trocar um colaborador de setor, você precisa observar se ele está desempenhando um bom trabalho na nova função. A falta de identificação com o cargo pode contribuir para um clima ruim.

COMO MEDIR A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO NA SUA EMPRESA

São diversos os fatores que podem indicar o nível de qualidade de vida no trabalho dentro do seu negócio.

Outro fator também muito importante é considerar a assiduidade de seus colaboradores, ou seja, a quantidade de faltas e atrasos recorrentes na empresa.

Um dos mais importantes dentre eles e o turnover, que é o termo de gestão usado para descrever a quantidade de profissionais que deixaram de fazer parte do quadro de colaboradores da empresa.

Além disso, é claro, é preciso levar em consideração a recorrência de atritos e conflitos pessoais entre suas equipes.

AUMENTE JÁ A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO DE SEUS COLABORADORES

A qualidade de vida no trabalho tem relação direta com o faturamento da empresa. Quando os funcionários trabalham motivados, eles desempenham suas funções com mais eficiência. 

Por isso, vale a pena cuidar do bem-estar dos colaboradores. Afinal de contas, eles também são responsáveis pelo sucesso do seu negócio.

Investir em bons benefícios tem se provado a forma mais eficiente de reter talentos e manter uma equipe produtiva. Não deixe de se atentar para esse fator em consideração aos seus colaboradores.

Gostou do nosso artigo? Deixe seus comentários e sugestões para que possamos continuar a produzir um conteúdo de qualidade pensando em você.

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *